Educação Física na Terceira Idade

||
No dia 10 de abril de 2014 estive na Universidade Federal do Paraná (UFPR) falando com os acadêmicos sobre meu livro "Educação Física na Terceira Idade: Teoria e Prática. (Ícone Editora, 2013). 
Nessa instituição, a graduação em Educação Física não tem nenhuma disciplina específica que trate dos exercícios físicos para idosos, por isso fiquei muito contente em poder fazer essa fala. A população idosa é a que mais cresce atualmente e é imprescindível que os futuros profissionais estejam aptos para trabalhar com essa faixa etária. 
O convite veio da professora Dra. Rosecler Vendruscolo, coordenadora do Projeto de Extensão Universitária "Sem Fronteiras: Atividades Físicas para Idosos e Adultos em Idade Madura"
Fui aluna da UFPR e participei por muitos anos do projeto e me senti honrada em poder voltar, agora como palestrante, e auxiliar, com minhas experiências, os futuros profissionais. 
O enfoque foi na prática de atividades físicas e na postura do professor, questões práticas e dicas do dia-a-dia fizeram os acadêmicos compreender um pouco melhor como funciona a didática em grupos de idosos. 
No fim, algumas atividades práticas com os acadêmicos e até uma visita aos idosos (muitos da minha época ainda permanecem no projeto e isso foi emocionante!)

Agradeço o convite e espero voltar mais vezes!









Prêmio Literário Cidade de Manaus

||

     Até o dia 17/04/2014 estão abertas as inscrições para o Prêmio Literário Cidade de Manaus.
Categorias nacionais: romance/novela, contos, poesia, crônicas, teatro (adulto e infantil), ensaios (socioeconômico e jornalismo literário) e literatura infantil.
     Os prêmios serão no valor de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) para os vencedores da versão nacional.

     Edital completo e inscrições: http://concultura.manaus.am.gov.br/premios-literarios-cidade-de-manaus-2


OFICINAS DE ANÁLISE E CRIAÇÃO LITERÁRIA FCC

||

Atenção Curitibanos e moradores das Regiões Metropolitanas!


Estão abertas as inscrições para as Oficinas de Análise e Criação Literária promovidas pela Fundação Cultural de Curitiba. As inscrições podem ser feitas até o dia 28 de fevereiro, das 9h às 12 horas e das 14h às 17 horas, no Palacete Wolf, mediante a doação de um livro de literatura.


As Oficinas de Análise e Criação Literária buscam subsidiar os interessados no ofício da escrita literária por meio da leitura e análise de obras da literatura, permitindo aos participantes o contato com a produção de vários escritores e teóricos. O curso também incentiva o participante à reflexão sobre processos criativos, tanto por meio de leituras como da produção de seus próprios textos. 

Oficina “A Voz do Escritor” – Ministrante: Monica Berger (Quartas, 19h às 22h) – Local: Palacete Wolf
Oficina “Escrita literária como forma de alteridade” – Ministrante: Paulo Sandrini (Sábados, 14h às 18h) – Local: Palacete Wolf
Oficina “Cantos Paralelos” – Ministrante: Marília Kubota (Terças, 19h às 22h) – Local: Palacete Wolf
Oficina “Ressonância – Oficina de Poesia” – Ministrante: Ricardo Corona (Quartas-Feiras, 19h às 22h) – Local: TUC

Oficinas de Análise e Criação Literária:
Inscrições de 4 a 28 de fevereiro
Horários: 9h às 12h e 14h às 17h
Local das inscrições: Palacete Wolf
Valor: doação de um livro literário
Informações e inscrições: coordenacaodeliteratura@fcc.curitiba.pr.gov.br
(41) 3321-3317

Lançamento: Meia Dúzia de Criaturas Gritando no Palco (Manoel Carlos Karam)

||


     
     Aconteceu na noite de ontem (11/12/2013), no Teatro da Caixa, em Curitiba-PR, o lançamento do livro "Meia Dúzia de Criaturas Gritando no Palco" de Manoel Carlos Karam.

    O evento contou com a participação de Luiz Felipe Leprevost, Michelle Pucci, Diego Fortes e Nadja Naira, que fizeram leituras dramáticas de trechos de obras do autor. Após as leituras, Bruno Karam, filho do autor, apresentou trechos do espetáculo musical "Ócios do Ofício", inspirado na obra do pai. 








     Publicado pela Kafka Edições"Meia Dúzia de Criaturas Gritando no Palco" é um resgate da obra do autor, morto em 2007, e possui três textos inéditos para o teatro, além de duas obras encenadas por seu grupo (Margem) e duas adaptações recentes feitas por Luiz Felipe Leprevost, Michelle Pucci, Diego Fortes e Nadja Naira, Alexandre Nero, Bruno Karam e Beto Bruel. 
     Dono de um estilo próprio, que pôde ser confirmado pelos presentes através da vocalização de colagens de textos, Karam é um autor inteligente e bem humorado que merece ter sua obra cada vez mais difundida e admirada. Parabéns à Kafka Edições e seu editor Paulo Sandrini pela iniciativa. 



Presentes de Natal

||
Neste Natal, presenteie com Amor e Saúde. À venda nas melhores livrarias.
Comprando pelo PagSeguro você tem toda segurança de uma compra on-line, descontos exclusivos e ainda leva os livros autografados e com brindes especiais.

Compre já o seu e presenteie quem você ama!

https://pagseguro.uol.com.br/checkout/nc/cart.jhtml?s=d019bedc1e3bda0c615d6a63e969696e7f832174827f70e8682deb2525f1dc28#rmcl


Novo Romance Surgindo

||
Já faz algum tempo que tive um sonho que me deixou encucada. Pra variar, anotei tudo pra quem sabe um dia escrever algo sobre ele. Hoje senti uma vontade imensa de voltar a esse projeto e agora divulgo em primeira mão o que (a princípio) imaginei como o início da história que tem o título provisório de "O Leão e a Borboleta".

1. A vida é engraçada.
Achamos que temos o controle sobre a nossa, mas basta acordar um dia e se dar conta que doze anos se passaram para percebermos que não é bem assim. Você está realmente onde achou que estaria? Ao lado das mesmas pessoas que jurou ficar para sempre junto? Ainda gosta das mesmas músicas e de se vestir do mesmo jeito?
Um jovem de dezessete anos não pode acreditar na traição do melhor amigo. Um de vinte e nove já passou por isso. Um jovem de dezessete anos projeta seu futuro num mundo de maravilhas. Um de vinte e nove já provou o gosto da vida real.
As frustrações aparecem e com elas o medo. Esse medo terrível que nos paralisa e nos faz duvidar de nós mesmos.
            Foi assim que começamos a fazer tudo errado.
Nos perdemos no caminho e andamos sem saber para onde iríamos. Continuamos a caminhar porque nos ensinaram que não se pode parar. Afastamo-nos de quem amávamos, esquecemo-nos que os amávamos. Perdemos a inocência que nos fazia acreditar num mundo melhor. Nossa ousadia ficou apenas nas lembranças de nossas glórias passadas.
Os dias são cruéis e vão passando lentamente, um a um, pra você não se dar conta de que já se passaram muitos anos e tudo mudou.
            Mudamos todos, e nessa mudança deixamos tantas coisas para trás! Onde está a melhor amiga, confidente dos tempos colegiais, portadora única de nossos segredos mais profundos? Pra onde foi o primeiro namorado, por quem nosso coração batia mais forte e sem o qual pararíamos de respirar? Em que lugar do passado ficaram os avós, os bichinhos de estimação, a bicicleta cor de rosa?
            Andamos por caminhos tortuosos procurando ser felizes. Sempre procuramos ser felizes.

            Como eu pude me perder de você?
© Francine Cruz - 2012. Todos os direitos reservados.
Criado por: Ana Zuky.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo